Arquivos do Blog

Música da semana – In My Time Of Dying

A fama é para os homens como os cabelos – cresce depois da morte, quando já lhe é de pouca serventia.

Albert Einstein

Na Hora Do Meu Fim

Na hora do meu fim, não quero ninguém de luto
Só o que eu quero que faça, é levar meu corpo para casa
Bem, bem, bem, para que assim eu morra sossegado
Bem, bem, bem, para que assim eu morra sossegado
Jesus fará a minha cama final
Venha a mim Jesus, venha a mim venha a mim no meio do espaço
Se minhas asas falharem, Senhor,
Por favor venha a mim com um novo par
Bem, bem, bem, para que assim eu morra sossegado
Bem, bem, bem, para que assim eu morra sossegado
Jesus o fará, alguém, alguém
Jesus o fará, Jesus o fará a minha cama final
Oh, São Pedro, nos portões do céu, eixe-me entrar
Eu nunca fiz mal algum, eu nunca fiz nada errado
Oh Gabriel, deixe-me tocar sua trombeta, deixe-me tocar sua trombeta
Oh, eu nunca fiz, nunca fiz mal algum
Eu só fui jovem assim uma única vez
Eu nunca pensei que faria mal a alguém nenhuma vez
Oh, eu fiz bem a alguém
Algo bem a alguém
Oh, eu fiz bem a alguém
Eu devo ter feito bem a alguém
E eu os vejo nas ruas
E os os vejo no campo
E eu os escuto, gritando aos meus pés
E eu sei que esta é a realidade
Oh, Senhor, livrai-me
Tudo de mal que eu fiz
Podes livrar-me, Senhor
Eu só queria um pouco de diversão
Escute os anjos marchando, escute as marchas escute eles marchando
Escute eles marchando, as marchas
Oh meu Jesus, oh meu Jesus
Oh meu Jesus, oh meu Jesus
Oh meu Jesus, oh meu Jesus
Oh meu Jesus, oh meu Jesus
Oh, não faças a minha morte, morte, morte?
Anúncios