Arquivos do Blog

Como dizer adeus?

despedida

Na terça-feira (19/03) morreu o pai de uma pessoa muito querida pra mim, Adriano Lellis, com apenas 43 anos ele não resistiu à espera de um transplante de coração. Um dia antes estava combinando com uma de suas filhas de sairmos para jantar, ela bastante esperançosa e eu feliz por conseguir dois doadores com o mesmo tipo sanguíneo. Porém, na manhã seguinte veio a mensagem de seu falecimento.

Confesso que fiquei sem chão naquele momento, senti um aperto sem fim no meu coração imaginando como estaria sendo doloroso para ela essa perda, e o que eu senti tenho certeza que não passou nem perto do que ela possa estar sentindo. Eu não sei o que dizer nessas horas, acho que nada é capaz de sanar a dor. Todos vamos morrer um dia, mas será que estamos preparados para esse momento? Estamos preparados pra dizer adeus para quem amamos mesmo sabendo que ele está sofrendo?

Confesso que no mesmo dia em que tive a triste notícia, dei um abraço apertado no meu pai e dormi com ele na cama abraçada, “é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque na verdade não há”. O que parece uma simples música de efeito, toma o mais literal sentido diante da possibilidade perdermos aquele que amamos.

A família desejo meus sinceros sentimentos, a minha querida, realmente queria poder dizer algo que alguém não tivesse dito, mas só posso dizer que estou aqui, para o que você precisar.

Viviane Lima