Arquivo mensal: janeiro 2014

Lutando até o fim

994045_687709457908399_761711342_n

Já fazem alguns anos quando conheci a história da Ane Lopes, este blog ainda era um trabalho para conclusão de curso.  Era 14 de janeiro quando ao ler meu feed no Facebook me deparo com uma notícia triste.

Queridos amigos da Ane, encontrei aqui o face dela aberto e, como eu não tenho contato com a maioria de vocês, gostaria de informar que ela não estava em condições de atender às suas chamadas e recados. Nos últimos três ou quatro dias, ela apresentou um quadro de confusão mental cujos motivos ainda estão sendo estudados pelos médicos. No momento, infelizmente, ela está na UTI do Hospital 9 de Julho, sedada e entubada, em condição, nas palavras da médica com quem eu conversei, “bem grave”. Tem um horário de visitas mas aconselho que telefonem antes pra saber se ela poderá receber. O celular dela está aqui na casa da nossa mãe. Vamos continuar orando e obrigada pelo carinho que têm dispensado a ela durante todo esse tempo.

No dia seguinte outra notícia triste dada por um amigo de Ane.

Amigos, com muitíssima tristeza coração informo que nossa querida amiga Ane Lopes se foi. Não há palavras pra descrever toda sua força na luta contra o câncer, esbarrando em milagres dia a dia, sem perder a alegria e compaixão. Hoje ela descansa nos braços do Pai deixando um grande aperto no coração da família, amigos e conhecidos. Orem pra que Deus seja fonte de renovo das pessoas ao seu redor. Assim que tiver informações, aviso.

A garota doente mas cheia de vida com qual tive o prazer de conversar havia partido, sempre acreditamos que a batalha contra o câncer por mais difícil que seja é uma batalha vencida, mas parando pra refletir, talvez a vitória seja a morte para aqueles que estão em constante sofrimento.

Ane faria 27 anos no dia 19 de março, lutou bravamente durante 4 anos contra o câncer, nos últimos três meses sua maior preocupação era o corpo inchado (efeito colateral da quimioterapia). Tinha medo de que seus rins parassem pois foi assim que perdeu o pai (falência dos rins por causa do diabetes). Já não andava muito pois estava muito pesada, já não tinha mais apetite ou vontade de comer coisas diferentes, comia bem pouco.

Apesar de toda dor, nunca perdeu o senso de humor e de crítica. Gravou músicas no estúdio do irmão, desenhou, escreveu, falou ao telefone e sempre dizia que estava bem. Nos últimos 45 dias estava internada mas até o último instante permanecia cheia de esperança de que iria se curar.

Segundo Carmen Eliane, irmã de Ane que acompanhou de perto todo esse tempo. “Nossas tias Francisca e Elza presentearam a Ane e a minha mãe com passagens de avião marcadas para o dia 13 deste mês para viajar para Brasília e depois para Goiânia. A Ane queria muito que desse certo. Quando percebeu que não daria, me disse que eu poderia vir pra ficar com a minha mãe para que nosso irmão pudesse viajar. Ela queria ir pra casa pra ficarmos juntas até ele voltar”.

Em seus planos estavam voltar a estudar, sua maior vontade era de quando se curasse poder viajar para Argentina, queria aprender a dançar tango e beber vinho. Mesmo em alguns momentos de depressão causados por efeitos dos remédios, ela não perdia a esperança de viver, mas estava espiritualmente preparada para partir. Para Carmen dizia que não tinha medo de morrer mas que não queria ficar sofrendo, mas dizia que se essa era a vontade de Deus, então ela tinha que aceitar.

Ane Lopes

Confira abaixo, o vídeo que ela gravou assim que descobriu que tinha câncer.

Um comercial que vai te impressionar

Speed ad Mistakes

Velocidade mata – não é atoa que o Paul Walker, de 40 anos, estrela da franquia de filmes “Velozes e furiosos”, morreu. Independente do culpado, sempre haverão vítimas. Foi pensando nisso que uma Agência de Transporte da Nova Zelândia ( NZ Transport Agency) criou um comercial onde o tempo para pouco antes do acidente acontecer., mostrando como qualquer erro na estrada pode ser fatal. A criação é da Clemenger BBDO. Com DesignTAXI e AdFreak.

“Cara, eu sinto muito. Achei que dava tempo”, diz um dos motoristas. “Eu não vou ter tempo para parar”, responde o outro homem. “Por favor, meu filho está no banco de trás”, implora o condutor. “Estou indo muito rápido. Sinto muito”, lamenta o rapaz que dirige pela rodovia.

Lembre-se: não se pode voltar no tempo!

O poder da empatia

empatia

empatia nos torna pessoas mais agradáveis, seja através de nossas palavras ou ações que são baseados em um caráter integro e verdadeiro. Ralph Waldo Emerson certo dia expressou a seguinte citação: “Há uma confissão completa no nosso modo de olhar, nos nossos sorrisos, nas nossas saudações e apertos de mãos.

O curta de animação feito pelo pessoal da RSA, a partir da fala da Dra. Brené Brown e com a tradução do blog Sedentário, nos mostra que existe uma forma simples de tornar a vida de outra pessoa melhor.

As perdas de 2013

mortos em 2013

2013  foi um ano bastante marcante, principalmente pelas perdas sofridas em diversas áreas. Perdemos na música, no cinema, na dramaturgia, na política e por aí segue. Infelizmente a lista é bem grande, por isso separei aqui somente algumas.

Reginaldo Rossi

Reginaldo Rossi morreu, no dia 20 de dezembro, aos 69 anos. O cantor, conhecido como o Rei do Brega, lutava contra um câncer de pulmão.

Paul Walker

Paul Walker, protagonista da saga Velozes e Furiosos, morreu no dia 30 de novembro, em um acidente de carro, na Califórnia. O ator tinha 40 anos. Walker voltava de um evento de caridade e estava acompanhado de um amigo. O veículo perdeu o controle, bateu em um poste e em uma árvore e pegou fogo.

Chorão Charlie Brown Jr

Chorão, foi encontrado morto no prédio onde morava, em São Paulo, no dia 6 de março. O cantor sofreu uma overdose de cocaína.

Champignon Charlie Brown Jr

Champignon, ex-baixista da banda Charlie Brown Jr., foi encontrado morto em seu apartamento, na capital paulista. Polícia registrou o caso como suicídio.

Cory Monteith

Cory Monteith, ator de Glee, morreu no dia 13 de julho, por conta de uma overdose de drogas.

Nelson Mandela

Nelson Mandela morreu aos 95 anos em sua residência, em Johannesburgo, na África do Sul. Madiba, como é carinhosamente chamado em seu país, passou quase quatro meses internado em 2013 para o tratamento de uma infecção pulmonar.